Informações
Rede de Estações
08-02-2023

ÍNDICE DA

Bom

QUALIDADE

DO AR

Estações
Espalhafatos
Bom
Ribeira Grande
Bom
São Gonçalo
Muito Bom
Angra do Heroísmo
Bom
 

No sentido da prevenção dos efeitos nocivos sobre a saúde humana e sobre o ambiente na sua globalidade, a monitorização da qualidade do ar da Região Autónoma dos Açores tem como objectivos:

- Avaliação da qualidade do ar, com base em métodos e critérios de medição comuns a todo o território nacional;
- Disponibilização da informação ao público.

Para monitorização da qualidade do ar ambiente na Região Açores, existem quatro estações, encontrando-se uma localizada na ilha do Faial, de tipologia rural de fundo e representativa da Região Açores, duas na ilha de São Miguel, uma de tipologia urbana de fundo em Ponta Delgada e outra urbana de tráfego na Ribeira Grande e outra na ilha da Terceira, de tipologia urbana de tráfego em Angra do Heroísmo.

Horta

Ponta Delgada

Ribeira Grande

Angra do Heroísmo

Os poluentes monitorizados nas estações da qualidade do ar são: o dióxido de enxofre (SO2), os óxidos de azoto (NOx), o monóxido de carbono (CO), partículas (PM) e o ozono troposférico (O3). A medição do CO é apenas efetuada na estação urbana de tráfego na Ribeira Grande.

As estações de monitorização possuem analisadores automáticos que permitem a monitorização em contínuo e em tempo real. Na tabela seguinte está indicado para cada poluente o respetivo analisador e princípio de medição associado.

Parâmetro

 Método

Certificação

SO2

Flurorescência em UV

TUV-Report 936/21206773/C
EN 14212

NOx

Quimiluminescência

TUV-Report 936/21205818/C
EN 14211

CO

Fotometria de infravermelhos TUV-Report 936/21206773/C
EN 14626

PM 10

Radiação Beta RC 21195
EN 14907

PM 2,5

Radiação Beta

RC 21195
EN 14907

O3

Absorção UV

TUV-Report 936/21205818/C
EN 14625


Os analisadores monitorizam em continuo e em tempo real a concentração dos seguintes poluentes atmosféricos: partículas em suspensão de diâmetro aerodinâmico equivalente inferior a 10 µm (PM10); e a 2,5 µm (PM2,5); óxidos de azoto (NOx); dióxido de enxofre (SO2) e ozono (O3). Os dados obtidos são validados e enviados para o Qualar, a base de dados nacional de qualidade do ar, onde são divulgados os índices de qualidade do ar diários e outros parâmetros estatísticos. Anualmente são elaborados relatórios de análise de qualidade do ar.

Para assegurar a minimização dos efeitos nocivos da poluição atmosférica, sempre que ocorrerem excedências aos Valores Limiar de Informação e de Alerta da População previstos na legislação em vigor, a Direcção Regional do Ambiente, comunica o facto às Autoridades de Saúde e ainda aos Órgãos de Comunicação Social, por forma a difundir essa informação junto da população.